Pular para o conteúdo principal

Postagens

Destaques

CATEDRAL

Há tempos atrás
Sonhei para nós dois
Uma gótica catedral
De pedras firmes
E torres bem altas
Para delirarmos
A ilusão da eternidade

Mas ervas daninhas
Proliferaram  nas cabeças
Dos gárgulas
E no fim dos tempos
O que restou
Foi nada

Até nos esbarrarmos
Na velha cidade
Sob o leito
Da madrugada

Últimas postagens

Se eu pudesse

A-moral

As quatro estações cariocas

O universo das coisas não publicadas

Tema clássico

País tropical

Phoenix, um poema

Derradeiro

Um cisne em voo solo - carta para Stefania

Imoral e física