poema-oceano

o mar sob meu teto
todo dia sinto o cheiro
janela aberta é condição

a onda sempre vai e volta
mas meu barco
faz porto de qualquer lugar
que se apaixone

fica, e deixa que vá e volte só a onda

mas se volta, depende
fato é que ele vai

o mar sob meu sonho...
meu barco já está no mundo
apenas eu que ainda não cheguei

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas