2.3.12

Rede

cheiro de mar
me arrasta
sou rede
pesco o infinito
o desejo me deságua
sou peixe
que não se deixa pescar

Nenhum comentário:

Postar um comentário