poema agridoce


o amargo
diluiu-se
no doce
e fez molho agridoce
para minha carne

ela, antes endurecida,
amaciou-se

tornou-se
mais doce

deixou cair sobre si
o mel daquela outra carne
quando sorri

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

poesia de domingo

Um cisne em voo solo - carta para Stefania

Phoenix, um poema