poema distraído


hoje eu acordei desperta!
não havia sol...

...mas havia a clave
no meu corpo ainda

hoje eu acordei um tanto leve
um tanto perdida...
numa música
numa ilha

com nome e sobrenome

hoje acordei sem pressa,
sem trabalho, sem espera,
sem ferida, sem expectativa...

mas com o sangue
reverberando um perfume,
um tato de mãos sonoras
provocadoras de lume

hoje acordei um tanto distraída,
quase sem perceber...

que acordei pensando em você

Comentários

Postagens mais visitadas