filosofia corpórea

eis um mistério:

o que fazer com o corpo
e aquilo que nele nasce
após um acontecimento...

o que fazer com o que fica dentro...

parte nova a integrar o corpo,
que, pelo que se deu, torna-se novo...

o que fazer com o corpo...
tomado ele de torpor e encantamento?
e de tudo que vem com o tempo...

o que fazer com o corpo
depois do acontecido,
e com o volume que lhe toma,
e até então, lhe era desconhecido...

o que fazer com a densidade
de uma nova informação?
e tudo o que não se sabe...
e o que se deseja de um encontro
e toda a densidade do outro
que lhe soprou o outono...

mas muda o corpo a todo instante
posto que é errante...

é preciso acostumar-se ao novo
e ao estômago do mundo...
onde nos lança
cada acontecimento profundo...

Comentários

Postagens mais visitadas