Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2014

pra que serve a poesia

Humano demasiado humano

Aos nossos contadores de história que se foram...

cheiro de rosa

o amor tranquilo

o substantivo vida