IMPRENSA

Jornal Metro - maio 2016

O Globo - Segundo Caderno

O Globo - Zona Sul

---
RESENHA

"A moça leu 600 páginas de Guimarães, adaptou-as para 10 páginas de monólogo, decorou os 45 minutos de texto e atuou com marcação de cena, dança e pandeiro...45 dias de prazo. Pára tudo, né! Refletir sobre como referir-me à Vanessa já é árdua velha tarefa. Para tanto, desde sempre cumpri que suas façanhas e desempenho se fizessem presentes em meu pensamento: é pouco apenas falar do mundo que ela registra escrevendo. Remonto os seus poemas, as crônicas, sua expressão teatral, sua música triunfal interna, sua dramatização, sua dinâmica mental e corporal nos mais vários espaços-tempo. Evocação das suas performances! Elaborar algo com a Vanessa é sempre nutrir-me de sua empatia e benevolência. Sempre com soluções matemáticas para língua portuguesa, com a fala viva contida em seus textos e avidez pela comunicação verbal, a Vanessa me tem feito replicar seu modo de trabalho e achar que o português-arte vale a pena.  Eu, finalmente, quando declamo sua poesia, quando a vejo em cena, quando interpreto com ela seus textos e adaptações, ou com ela faço um jogral poético, tenho a sensação de que falar dela é pouco. Por isso desisto de depoimento sobre a Vanessa. É complexo! O ideal é percebê-la." (Márcio Sanchez, músico e ator)


Comentários